resenha

[Resenha] Cinder, da Marissa Meyer

setembro 12, 2018

Nome: Cinder (Crônicas Lunares #1) | Autora: Marissa Meyer | Gênero: Ficção-científica | Editora: Rocco | Ano: 2013 | Páginas: 448
Sinopse: "Num mundo dividido entre humanos e ciborgues, Cinder é uma cidadã de segunda classe. Com um passado misterioso, esta princesa criada como gata borralheira vive humilhada pela sua madrasta e é considerada culpada pela doença de sua meia-irmã. Mas quando seu caminho se cruza com o do charmoso príncipe Kai, ela acaba se vendo no meio de uma batalha intergaláctica, e de um romance proibido, neste misto de conto de fadas com ficção distópica.
Primeiro volume da série Crônicas Lunares, Cinder une elementos clássicos e ação eletrizante, num universo futurístico primorosamente construído."

Oi, gente!
A resenha de hoje é do primeiro livro de uma série que eu já tinha curiosidade em ler há algum tempo: Cinder, das Crônicas Lunares.

Eu já tinha visto muuuita fanart da série no pinterest e quando eu estava lendo confesso que me tornei adepta e criei uma pasta só para o livro. Então, pra quem tem curiosidade dá uma passadinha por lá que vale muito a pena, mas agora vamos ao livro:

A história vai ser passar em mundo futurístico em que, além de existir os Lunares (sim, pessoas que vivem na lua), temos também ciborgues convivendo com humanos. A nossa protagonista, Cinder, é uma. Ou seja, o corpo dela é uma mistura de partes orgânicas e cibernéticas. Ela trabalha como mecânica, consertando androides e tem todo aquele fundo de Cinderela maltratada pela madrasta, só que aqui uma das irmãs é bem próxima dela.

De plano de fundo nós temos uma doença que até então não se encontrou a cura, e já matou milhares de pessoas. Inclusive, o imperador de Nova Pequim (uma espécie de Pequim do futuro) está contaminado e seu estado só está piorando. E já falando em realeza, a nossa trama já vai começar com o príncipe visitando a loja de Cinder e pedindo para que ela conserte seu android.

E aí que além de se preocupar com o serviço que deverá prestar ao príncipe, Cinder também está bem indecisa sobre um evento: o baile que se aproxima. Assim como na história original, aqui temos um baile em que muitas garotas estão eufóricas para encontrar o príncipe. O que resta é saber se Cinder vai ou não conseguir ir ao baile, porque algumas coisas realmente vão dificultar para ela.


Então, ao longo do livro temos muitas reviravoltas, toda uma questão política rolando e uma vilã de te deixar completamente arrepiado. Eu simplesmente adorei os personagens, e a vilã me cativou muito, juro pra vocês que estava com medo real hahaha. Nessa série, apesar de cada livro focar em uma história, as tramas acabam se interligando nas continuações. Não se assuste como eu, a narrativa de Cinder não termina nesse primeiro volume.

Eu estou bem ansiosa para a continuação, tanto para saber sobre Scarlet - que será baseado em Chapeuzinho Vermelho - quando para ter mais notícias de Cinder. Achei o mundo criado por Meyer bem interessante e quero saber logo como ela vai desenrolar a trama. Em breve eu volto com a resenha do segundo livro!

Quem aí já leu? Me conta se gostou!!
Beijos.

Se você gostou da postagem, compartilhe! E comprando na Amazon através dos nossos links, você contribui com uma porcentagem da sua compra sem gastar nada mais por isso e ainda ajuda o blog.
Aproveite e teste grátis o Kindle Unlimited!
Acompanhe-nos nas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Que a força esteja com você e a sorte à seu favor! Volte sempre! #desaparatei

0 comentários

Comente sua opinião!

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!