resenha

[Resenha] Carrie, a estranha; do Stephen King

setembro 06, 2018

Nome: Carrie | Autor: Stephen King | Gênero: Terror | Editora: Suma de Letras | Ano: 2013 | Páginas: 200
Sinopse: "Carrie, a estranha narra a atormentada adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, objetos voam, portas são trancadas ao sabor do nada, velas se apagam e voltam a iluminar, misteriosamente.
Aos 16 anos, desajustada socialmente, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicaram. A vendeta vem à tona de forma tão furiosa e amedrontadora que até hoje permanece como exemplo de uma das mais chocantes e inovadoras narrativas de terror de todos os tempos."


Pela primeira vez na vida eu tomei coragem para ler Stephen King e hoje eu vim contar pra vocês o que eu achei de Carrie, seu primeiro romance.

Na história vamos conhecer Carrie White. A menina sofre bullying na escola porque não se encaixa no padrão das garotas populares e sempre foi taxada como esquisita. Para piorar, em casa a situação não é das melhores, a mãe dela é uma fanática religiosa e vive “sufocando” Carrie.

A grande questão é que Carrie nasceu com poderes telecinéticos, mas nunca teve muita noção disso. Algumas coisas bizarras e suspeitas já aconteceram na vida da garota, só que nada ocorreu de forma intencional. É ao longo da história, devido a alguns eventos, que ela passa a descobrir esse poder e como usá-lo.

Pra quem nunca assistiu ao filme e não faz ideia da história, não darei muitos detalhes justamente para não estragar a surpresa. Mas podem ter certeza que Carrie passa por situações tão chocantes que é impossível não ficar incomodado e sentir pena da garota. A questão é que a menina chega em um ponto que simplesmente reage àquilo tudo e coisas terríveis acontecem.

O livro em si prende muita atenção, eu realmente não conseguia largar e queria saber até onde aquilo tudo ia chegar e quais proporções algumas atitudes tomariam. Acho que esse é o ponto chave: você vai lendo e sentindo que algo não vai dar muito certo e precisa saber o que vai acontecer. Enquanto ao longo do livro fiquei com pena de Carrie e apreensiva pelo desenrolar dos fatos, o final foi realmente chocante e o momento de maior tensão. 


A minha única dificuldade foi me acostumar com a forma que King usou para contar a história. Ele intercala entre o presente e um futuro com alguns relatos e estudos sobre o caso de Carrie e telecinesia. O problema é que no livro não é claramente dividido, então acabei me perdendo e custei a pegar o ritmo para identificar as partes.

Mas enfim, foi uma leitura muito gostosa, que me deixou sem fôlego em vários momentos e me fez criar muita empatia com os personagens. Acho que é uma história que choca muito a gente e faz querer mais doses de Stephen King. Sem dúvida, tive um bom começo!

Se você gostou da postagem, compartilhe! E comprando na Amazon através dos nossos links, você contribui com uma porcentagem da sua compra sem gastar nada mais por isso e ainda ajuda o blog.
Aproveite e teste grátis o Kindle Unlimited!
Acompanhe-nos nas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Que a força esteja com você e a sorte à seu favor! Volte sempre! #desaparatei

0 comentários

Comente sua opinião!

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!