resenha

[Resenha] Filme "A Culpa é Das Estrelas"

junho 07, 2014




Nome: A Culpa é Das Estrelas
Título Original: The Fault In Our Stars
Dirigido por: Josh Boone
Gênero: Romance/ Drama
Ano: 2014
Duração: 2h5min
Atores: Shailene Woodley, Ansel Elgort, Nat Wolff
Classificação:    ★  


Sinopse:
A Culpa é Das Estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.
Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A Culpa é Das Estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.

Resenha:

Esse, com certeza, era um dos filmes mais aguardados deste ano.
E eu estava com expectativas enormes, mas principalmente com medo. Medo do filme não me agradar, medo dele não ser fiel ao livro.

Mas me preocupei à toa. 


Gostei bastante da adaptação para as telonas, a história está igual a do livro, com exceção de uns poucos detalhes de menor importância, mas algumas coisas deixaram a desejar, como por exemplo, a escolha dos atores.

Eu gosto muito da Shailene Woodley (Hazel) e do Ansel Elgort (Augustus), mas acho que eles não combinam com seus respectivos papéis, apesar de terem feito uma ótima atuação.
O Nat Wolff (Isaac) está incrível com seu personagem, idêntico ao Isaac dos livros, porém o diretor Josh Boone deu pouco destaque para ele.

Em ordem, Augustus, Isaac e Hazel.


Outra coisa que deixou a desejar foi a trilha sonora.
Antes de lançar o filme, a Intrínseca tinha divulgado as músicas que fariam parte do filme, eu ouvi todas e gostei muito.
Entretanto, no filme, eu quase não ouvi a(s) música(s), o que me deixou um pouco decepcionado.

Eu não chorei lendo o livro nem vendo o filme, no entanto fiquei emocionado e comovido com a adaptação.

Um ponto positivo que adorei, foi o mecanismo usado para mostrar a troca de mensagens entre o Gus e a Hazel, achei bem criativo e diferente.
Ainda em tempo, achei que o filme não ficou muito resumido, mostrou as partes principais e indispensáveis e acrescentou com detalhes em uma boa quantidade, o que eu acho ótimo, porque se colocasse tudo o que está no livro, o filme ficaria com pelo menos 4 horas, e aí não dá.


           
Por fim, recomendo você assistir ao filme, principalmente você que leu o livro e gostou, porque o filme está bem fiel.

Que a força esteja a seu favor! Não se esqueça de clicar em SEGUIR na coluna da direita do blog em "SEGUIDORES" e também de nos acompanhar nas nossas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Volte sempre! #desaparatei

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!