resenha

[Resenha] O Chamado do Cuco - Robert Galbraith

maio 25, 2014


Nome: O chamado do Cuco
Título original: The Cuckoo's Calling
Autor: Robert Galbraith (J.K. Rowling)
Gênero: Romance Policial
Tradutora: Ryta Vinagre
Editora: Rocco
ISBN: 9788532528735
Ano: 2013
Páginas: 447
Classificação:     
Sinopse: Quando uma modelo problemática cai para a morte de uma varanda coberta de neve, presume-se que ela tenha cometido suicídio. No entanto, seu irmão tem suas dúvidas e decide chamar o detetive particular Cormoran Strike para investigar o caso. Strike é um veterano de guerra, ferido física e psicologicamente, e sua vida está em desordem. O caso lhe garante uma sobrevida financeira, mas tem um custo pessoal: quanto mais ele mergulha no mundo complexo da jovem modelo, mais sombrias ficam as coisas e mais perto do perigo ele chega. Um emocionante mistério mergulhado na atmosfera de Londres, das abafadas ruas de Mayfair e bares clandestinos do East End para a agitação do Soho. O chamado do Cuco é um livro maravilhoso. Apresentando Cormoran Strike, este é um romance policial clássico na tradição de P. D. James e Ruth Rendell, e marca o início de uma série única de mistérios.

Frase preferida: "Como era fácil tirar proveito da tendência de uma pessoa à autodestruição; como era simples empurrá-las para a inexistência, depois de recuar, dar de ombros e concordar que este fora o resultado inevitável de uma vida caótica e catastrófica."

Resenha:

Um livro emocionante que vai crescendo e te envolvendo até você ficar completamente viciado(a). Essa é a maestria de Robert Galbraith que, na verdade, é a rainha J.K. Rowling, criadora do mundo de Harry Potter. Eu amo essa mulher. Ela te prende aos poucos e quando você percebe, já está totalmente ligado à história, querendo ler cada página vorazmente para saber o final, mas ao mesmo tempo ficar desesperada por saber que você vai ter que chegar ao final.


Um detetive intrigante com um passado e tanto. Uma assistente eficiente e inesperada. Uma supermodelo que aparentemente cometera suicídio e um irmão que diz o contrário e contrata um detetive. Cormoran Strike é um detetive particular que acaba de terminar com sua noiva e agora tem de viver em seu próprio escritório. Ele é um ex-militar que perdeu a perna e agora tem uma prótese no lugar. Está atolado em dívidas e troca de assistente todo o tempo, até a chegada de Robin, uma nova assistente enviada pela Temporary Solutions. Robin é diferente de todas as anteriores: é nova na cidade e tem uma paixão secreta pela carreira de investigação, o que a torna muito eficiente. Torna-se uma grande aliada para desvendar o mistério do homicídio.

John Bristow, o mais novo cliente de Strike, é o irmão inconsolável de Lula Landry, a modelo que morrera três meses antes. Tudo começa com o investigador desacreditando das suspeitas de Bristow: Lula não cometeu suicídio, ela foi assassinada. Depois de muita insistência e com a oferta do dobro do pagamento, Strike aceita o caso.
Com o tempo, Cormoran concorda com John – Lula Landry foi assassinada – mas por quem? Seguindo a trilha de pistas, Strike se aproxima cada vez mais do culpado. Uma lista de suspeitos que só vai aumentando e nenhuma evidência de quem terá matado Lula. Amigos, familiares, empregados... Todos estão na mira do detetive que busca as peças do quebra-cabeça. Tudo isso acrescentado ao mundo dos famosos: modelos, estilistas, atores, produtores e advogados poderosos.
Os personagens de O Chamado do Cuco são incrivelmente marcantes. Evan Duffield, o namorado drogado. Guy Somé, o amigo estilista. Rochelle Onifade, a amiga pobre da terapia. Freddie Bestigui, o produtor. Até mesmo Lula, que apesar de morta, é frequentemente citada e, acabamos por conhecê-la como se ainda estivesse viva. Por trás das máscaras, por trás das fachadas, quem será o culpado? Quem será que esconde dentro de si um assassino cruel?
Apenas uma dica: nada é o que parece ser, surpreenda-se e decepcione-se e entre de cabeça nesse livro.


E não para por aí, o livro conta com um gostinho a mais de traições, cobiças, chantagens, maus tratos, mentiras descaradas e outras nem tanto, além da revolta e sofrimento que ainda pairam pelos que realmente amavam a modelo. Os depoimentos e acusações, o caminho que Strike vai seguindo, tudo é hipnótico e agonizante. Até que chega o final. Que final é esse?! Daqueles que você tem que parar para fazer comentários do tipo: “Não acredito!” ou “Caramba! Meu Deus, não é possível!”. Cada detalhe sórdido sendo revelado e uma explosão de ansiedade te consome e só termina quando a última página foi lida. A ansiedade é substituída pelo sentimento de perda, de que seu mundo acabou ali. Deixa aquele gostinho de quero-mais. Dá aquela tristeza por ter chegado ao fim. Porém, podem colocar um sorriso no rosto, porque terá continuação! A história ainda vai girar em torno do detetive Cormoran Strike, mas isso é assunto para outra hora.

Que a força esteja a seu favor! Não se esqueça de clicar em "seguir" aqui do lado e também nas nossas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Volte sempre! #desaparatei

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!