cariotipo

Cariótipo: Eduardo Spohr

maio 08, 2017

Um pouquinho sobre o autor do Best-seller A Batalha do Apocalipse


    Fala galera! Hoje eu decidi trazer pra vocês um dos autores brasileiros que eu mais gosto e acompanho, o Eduardo Spohr. Pra quem não conhece, ele é autor do livro de fantasia A Batalha do Apocalipse, que fez (e faz!) grande sucesso e se tornou um best-seller em 2010.
    Eduardo nasceu no Rio em 1976, filho de um piloto e uma comissária de bordo, fato esse que o proporcionou, quando ainda criança, conhecer vários lugares do mundo. E foi justamente ali na infância e tendo contato com as mais variadas culturas que Spohr começou a escrever.
    Spohr se formou em jornalismo (Opa, colega de profissão!) e trabalhou como repórter nos sites iBest e Click21 no início dos anos 2000. E o cara é mil e uma utilidades, Eduardo é amigo dos donos do site Jovem Nerd e por lá ele também contribuía com conteúdo e participava dos podcasts no Nerdcast, afinal, o cara é um Nerd assumido (p.s. fã de Star Wars e Senhor dos Anéis!!). Porém, Eduardo acabou ficando desempregado durante dois anos e foi nesse período que ele finalmente colocou as ideias no papel e A Batalha do Apocalipse nasceu.

“-Viajar é fundamental - diz. - Ao conhecer outras terras e outros costumes, ficamos mais tolerantes, passamos a conviver melhor com diferenças.” (Eduardo para O Globo)

    E todos nós sabemos que o mercado editorial não é nada fácil, e com o Eduardo não foi diferente. Após terminar o livro, Eduardo foi a uma gráfica para imprimir e mandar o exemplar com uma edição mais arrumadinha para as editoras. Ele fez 30 exemplares e quando estava saindo do local viu o cartaz de um concurso: o livro seria avaliado por um júri e o vencedor ganharia 100 cópias de graça, mas para participar, ele deveria deixar 3 cópias na gráfica. E ele resolveu arriscar. Os outros exemplares foram enviados para as editoras e todas o recusaram.
    Enquanto isso, o Jovem Nerd foi crescendo e com isso criou-se uma loja virtual. O pessoal do site convidou Spohr para vender seu livro na loja, entretanto, ele estava com poucas cópias. E como se fosse sorte ou mesmo destino, quem sabe, Eduardo ganhou o concurso em que havia se inscrito sem muita esperança. E assim, ele pegou as 100 cópias e colocou na Nerdstore. Foi um sucesso. Mais 500 exemplares foram feitos e vendidos rapidamente.
    O escritor continuou trabalhando, vendendo os livros online e em 2009, com a presença de blogs literários, twitter e Orkut, Spohr fez uma tiragem de 4.000 livros e A Batalha do Apocalipse finalmente estourou e chamou a atenção das editoras. E assim, a editora Verus entrou em contato com Eduardo e em 2010 o livro foi publicado e tornou-se um fenômeno.

- Os livros
    Além de A Batalha do Apocalipse, Eduardo já publicou uma trilogia situada no mesmo universo, Filhos do Éden. Foi com Herdeiros de Atlântida, primeiro volume da trilogia, que eu conheci o autor e me apaixonei. A fantasia de Spohr é muito bem construída, rica em detalhes e conta com personagens incríveis. E como é apaixonado por história, seus livros são recheados de referências a historia da humanidade. Além de se divertir você também aprende bastante. Inclusive, Anjos da Morte (segundo livro da trilogia) está na minha lista de favoritos e traz uma retrospectiva do século XX -e suas guerras- que me prendeu do início ao fim. 

Sinopse – Herdeiros de Atlântida
“Há uma guerra no céu. O confronto civil entre o arcanjo Miguel e as tropas revolucionárias de seu irmão, Gabriel, devasta as sete camadas do paraíso. Com as legiões divididas, as fortalezas sitiadas, os generais estabeleceram um armistício na terra, uma trégua frágil e delicada, que pode desmoronar a qualquer instante.
Enquanto os querubins se enfrentam num embate de sangue e espadas, dois anjos são enviados ao mundo físico com a tarefa de resgatar Kaira, uma capitã dos exércitos rebeldes, desaparecida enquanto investigava uma suposta violação do tratado. A missão revelará as tramas de uma conspiração milenar, um plano que, se concluído, reverterá o equilíbrio de forças no céu e ameaçará toda vida humana na terra.
Ao lado de Denyel, um ex-espião em busca de anistia, os celestiais partirão em uma jornada através de cidades, selvas e mares, enfrentarão demônios e deuses, numa trilha que os levará às ruínas da maior nação terrena anterior ao dilúvio – o reino perdido de Atlântida.”

    E após terminar de publicar a trilogia, Spohr nos presenteou com Filhos do Éden: Universo Expandido, uma enciclopédia ilustrada de todo o universo dos quatro livros anteriores. A enciclopédia foi publicada no final do ano passado e em parceria com Andrés Ramos. Nela estão presentes as castas angelicais, os heróis e vilões, os cenários, um manual de RPG e muito mais. Estou aceitando de presente, viu! Hahah
    Eu conheci o Eduardo em dezembro de 2015 na turnê de Paraíso Perdido (terceiro volume da trilogia), e só posso dizer o quão inteligente, simpático e atencioso ele é. Já virei fã e vou ler todos os livros que o autor lançar. Prometo que vai ter resenha de algum livro dele em breve, aguardem!



E aí, gostaram do Spohr? Querem ver algum autor por aqui? 

Que a força esteja a seu favor! Não se esqueça de clicar em SEGUIR na coluna da direita do blog em "SEGUIDORES" e também de nos acompanhar nas nossas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Volte sempre! #desaparatei

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!