resenha

[Resenha] A Profecia de Mídria, da Denise Flaibam

outubro 24, 2016

Nome: A Profecia de Mídria (Os Mistérios de Warthia #1) | Autora: Denise Flaibam | Gênero: Fantasia/Aventura | Editora: Novo Século | Ano: 2013 | Páginas: 392
Sinopse: Serafine Delay era uma garota comum...À sua maneira.Sua vida na sossegada Vila do Sol muda bruscamente numa noite, quando sua décima oitava primavera era festejada. Um ataque acaba forçando-a a fugir desesperadamente de monstros sanguinários e imbatíveis. Por algum motivo para lá de insano, tais criaturas queriam sequestrá-la!E enquanto mergulha de cabeça no universo mágico de Warthia e começa a entender a ligação de suas marcas com a história daquele mundo, Serafine descobre-se numa surpreendente situação: seu destino está traçado. Uma antiga profecia clama por seu espírito, e uma difícil jornada deve começar.Na companhia de um belo e rude espadachim, uma simpática garota de orelhas pontudas e um felpudo guerreiro belicoso, Serafine deve ingressar numa viagem de perigos desconhecidos, que se inicia no Norte daquele vasto continente, treinando para derrotar àquela que vem das Trevas para tudo devastar.Os Mistérios de Warthia devem ser desvendados, e Serafine é a única capaz de fazê-lo.  
Trecho Preferido: "Não iria perder tempo pensando em um homem, pois tinha que se preocupar com o futuro da Nação."
Olá, pessoas! Tudo bom?
A resenha de hoje é um pouco diferente do que vocês estão acostumados. Em meados de julho, Carla e eu iniciamos uma leitura conjunta do livro da Denise Flaibam, então, resolvemos trazer também uma resenha conjunta. A Profecia de Mídria é o primeiro volume da quadrilogia "Os Mistérios de Warthia". Curiosos para saber o que achamos?


Enredo e Narrativa
R: Entre as cenas de ação que, devido ao próprio ritmo já me prendia, ela trouxe descrições perfeitas sobre os lugares mágicos de Warthia de uma forma leve. Em nenhum momento a descrição deixou a leitura lenta e chata, pelo contrário, eu fiquei maravilhada com as belezas dos lugares e desejei realmente estar lá com Serafine. E Denise não enrola com a história, tudo se desenvolve em um ritmo bem rápido.


C: Eu já havia degustado um pouco da escrita da Denise em As coisas que perdemos e é impressionante como ela pode escrever tão bem em diferentes estilos e gêneros. Os Mistérios de Warthia é uma fantasia bem diferente do que leio normalmente, com uma história bastante original e uma narrativa que prende o leitor. As cenas muito bem descritas sem se tornarem cansativas ou excessivas e o ritmo apresentado é o ideal para a leitura ser gostosa e instigante. O mundo de Warthia é realmente incrível, estou ansiosa para conhecer os outros reinos nos próximos livros.

Personagens
R: A Serafine me surpreendeu. Por mais difícil que fosse a situação da garota e mais complicado descobrir todos os mistérios que a envolvia, ela sempre tentou se manter forte e independente. A força de vontade dela me encantou.
Já Jarek me irritou muito no inicio, assim como irritou Serafine, mas por fim eu já estava acostumada com o jeito do guerreiro. Entretanto, se tem uma personagem que eu quero descobrir mais coisas é Ývela, acho que faltou explorá-la um pouco mais e até mesmo revelar um pouco do seu passado. Uma personagem adorável desde o início.
Os atyubrus, como Guillian, foram seres que despertaram muito a minha curiosidade. São bem diferentes de tudo que eu já encontrei em outros livros de fantasia e foi uma parte bem explorada pela Denise.

"Não há garantia de vitória, criança. Mas há garantia de luta"

C: Apesar de eu ser péssima para lembrar os nomes, os personagens são bem marcantes. As personalidades são, no mínimo, interessantes. Serafine é um pouco teimosa, mas me surpreendeu bastante também. Ela é determinada, tem um gênio forte e é mais poderosa do que pensa. Jarek é do estilo aparentemente durão, mas de coração mole. Eu adorei ele e toda aquela implicância, me julgue. A Ývela então... Nem se fala! Tem como não gostar dela? Acho que não! Tem tanto mistério por trás dela, que espero que seja explorado nos outros livros.
Os Atyubrus, principalmente Guillian, são muito fofos (eles podem me bater por isso, mas são fofos mesmo assim haha). Os elfos são bastante misteriosos, com aquele ar meio superior e sábio, principalmente Lonel, que surpreende em alguns momentos. E os antagonistas prometem ser poderosos e perigosos, neste livro, temos apenas um gostinho da guerra que está por vir.

"Serafine sorriu ao constatar que também tinha fé em si mesma."

Diagramação e Capa
R: O mais interessante da capa foi descobrir o que ela representa. Ao iniciar o livro você pode não ter noção do que se trata o pássaro em cores que remetem ao fogo, mas ao longo da história tudo se esclarece e acredito que ele representou uma parte muito importante. O momento é, sem dúvida, um marco na vida da protagonista. Todo início de capítulo contém um detalhe bem simples, porém marcante, e o mapa de Warthia é no estilo manuscrito e traz todo um clima de aventura. 

C: Acho o trabalho muito bem feito, com uma capa significativa e linda. Diagramação muito fofa e o mapa manuscrito bastante detalhado e original. Ainda possui um glossário que eu tanto gosto, porque é bastante útil na hora de falar sobre o livro.

O que acharam? Animados para conhecerem Warthia e se aventurarem com Serafine? 

Que a força esteja a seu favor! Não se esqueça de clicar em SEGUIR na coluna da direita do blog em "SEGUIDORES" e também de nos acompanhar nas nossas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Volte sempre! #desaparatei

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!