resenha

[Resenha] Thystium - Peterson Rodrigues

março 25, 2016

 
Nome: Thystium – Quando a Magia Esgota | Autor: Peterson Rodrigues | Gênero: Fantasia | Editora: Livros Ilimitados | Ano: 2015 | Páginas: 249

Sinopse: Thystium é um mundo belo e mágico, mas seus habitantes vivem o que está longe de ser um conto de fadas.Sua força vital, a magia, se esvai aos poucos, fazendo com que os seres que lá vivem pereçam cruelmente. Somente a união entre aqueles capazes de abraçar uma vida sem magia poderá salvar este belo mundo dos criminosos responsáveis por acarretar a aniquilação total.Em Thystium os verdadeiros heróis lutam contra o impossível. Seus próprios corpos e mentes são obstáculos gerados numa sociedade onde o destino e o papel de cada um é pré-determinado por anciões. Nesta batalha, viver mais um dia é um prêmio aceitável.Na magia nada se cria, nada se perde e tudo se transforma. Bem-vindos a Thystium. Um lugar onde a magia nasce e é a força vital de todos os seres em que lá vivem. Lá se encontra a matéria-prima para a criação de toda a arte no universo. Enquanto mundos paralelos rouba a magia de Thystium, poucos têm o poder para enfrentar o mal que pode selar o fim deste belo mundo, e da magia .

Frase Preferida: “Se havia uma coisa que sua caminhada o ensinara é que não existe poder maior do que o da vontade e da crença.”

Resenha:

A originalidade do enredo é algo que se nota de longe! Thystium é um lugar onde a magia é vital para os seres que moram lá. Joe Cornwall é o protagonista da história; ele vive no Povoado, um grande vilarejo que é protegido por uma muralha invisível e impenetrável.

Joe é um jovem carregado de magia e é mais poderoso do que imagina! Ele vive com seu mestre: Sandor, que impede que o garoto abuse muito da magia que possui. Seu melhor amigo é Lothar, um jovem habilidoso e fiel. E ainda temos Jillian, a menina dos olhos cor de violeta, por quem Joe é apaixonado.

Joe Cornwall
O livro começa com um reconhecimento do lugar e dos personagens, mas a história só começa a deslanchar quando o Povoado é atacado e Jillian é seqüestrada pelos Monges Aranhas (estes são seres de cabeças raspadas com tatuagens de aranhas). Estes Monges sequestram mulheres, a fim de vendê-las para empresas em outro mundo, que as fazem de escravas. Joe resolve ir atrás dos sequestradores da namorada e, junto de Lothar, saem do Povoado para salvar Jillian.

Essa aventura leva Joe a se conhecer melhor e a amadurecer pouco a pouco. Também somos apresentados a situação do mundo de Thystium e aos vilões da trama, liderados pelo Lorde da Magia, que se consideram heróis, pois acreditam que serão eles a salvar Thystium. Joe vai se tornando mais forte e tendo que tomar decisões cada vez mais difíceis.

Enquanto eu lia, comentei com o Peterson, autor do livro, que Joe me irritava, por ter tudo o que um herói irritante tem. Impulsivo, leva o mundo nas costas e não pensa nas conseqüências. Peterson disse que eu iria me surpreender com ele... E eu realmente mordi minha língua. Joe demonstrou empatia e generosidade, foi crescendo e me conquistando durante a trama. Porém, não foi meu personagem preferido.

Lothar me conquistou desde o início. O humor, a fidelidade com Joe, a coragem... Simplesmente amo personagem assim! Outro de quem gostei e que me surpreendeu BASTANTE foi o Caçador, gostei demais da forma como o autor trabalhou a história dele, apesar de não ter curtido muito seu destino. Jillian, mesmo sendo uma personagem interessante, não me encheu muito os olhos. Dentre todos os personagens, o que mais amei – além de Lothar – foi Njoroge, o Bárbaro. Ele é forte e está sempre disposto a ajudar, gostaria de conhecer mais do passado dele.

Mapa de Thystium

A narrativa fluiu muito bem e tem uma pegada meio RPG que deu certa leveza a leitura. Achei que algumas partes poderiam ter sido mais bem trabalhadas, alguns acontecimentos passaram muito rápidos, principalmente na Parte IV “Após o Fim” - e eu não consegui acompanhar muito bem, sou meio lerda. Mas foram bem poucas essas situações, já que tudo é bem detalhado. Só que tem muita coisa misteriosa ainda...

Porém, o que mais incomodou mesmo foi a revisão, muitos erros de digitação, de ortografia e pontuação, mas já tem o e-book revisado para quem quiser, graças a Deus! Isso vai tornar a leitura muito mais gostosa e agradável.

Os macaquinhos fofoqueiros de Thystium

O livro é repleto de reflexões que se você não estiver atento, não percebe. O que estamos fazendo com nosso mundo? Na obra de Peterson, existe uma metáfora, dizendo que “nosso mundo” perdeu as forças místicas, o mundo drena a magia de seus habitantes, que chamam tudo isso de progresso. Isso parece familiar, não?

Além disso, algo que eu achei sensacional foi outra analogia que o autor fez com “nosso mundo”, ele citou de forma singela o maior homem da história: Jesus. (Veja bem, essa foi minha interpretação, você pode entender diferente de mim, dependendo da sua religião, mas para isso, você tem que ler o livro e tirar suas próprias conclusões). O que importa é que eu achei lindo e uma forma muito interessante de demonstrar o quanto a empatia é importante em qualquer mundo.

"- O que ele fez de tão grandioso?
- Ele pensou nos outros antes de pensar em si."

Bom, apesar dos probleminhas enfrentados com a revisão, a leitura foi maravilhosa. Um enredo completamente original, diferente de tudo que já li. Vale muito a pena conhecer o mundo de Thystium!

É um livro leve, mas que te prende muito. Inclusive, foi uma das histórias que eu mais me surpreendi, nenhuma ou quase nenhuma das revelações que foram feitas eu previ... E olha que sou boa nisso, hein?! Eu só conseguia saber quando a revelação já estava na minha cara, com luzes piscando. Enfim... Venha conhecer Thystium e saber o que acontece quando a magia esgota.

Classificação:
★ ★ ★ ★ ★ 
5/5

E você, já leu Thystium? Me conte o que achou.

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!