resenha

[Resenha] A Teoria de Tudo - J. J. Johnson

maio 03, 2015


Nome: A Teoria de Tudo
Título Original: The Theory of Everything
Autor: J. J. Johnson
Gênero: Romance, Literatura Americana, Literatura Infanto-Juvenil
Tradução: Marta Chiarelli
Editora: Nossa Cultura
ISBN: 9788580661217
Ano: 2013
Páginas: 348
Sinopse: Desde a morte terrível de sua melhor amiga Jamie, a vida de Sarah Jones tem sido… sem propósito. Sarah sempre seguiu as regras – seu pai é o superintendente da escola e ela sempre foi uma boa aluna, boa colega, e boa amiga. Mas e aí? Suas notas vão ladeira abaixo, ela e seu namorado estão terminando e se não colocar sua vida em ordem seus pais prometem tirar dela Ruby, seu cãozinho amado. Em uma última tentativa de se encontrar, Sarah acaba trabalhando para Roy, um excêntrico fazendeiro produtor de árvores de Natal e que também tenta se enquadrar nas regras e padrões de uma vida comum. Para complicar ainda mais, o irmão gêmeo de Jamie também está à procura de respostas sobre a morte da irmã. Será que a vida fará sentido novamente algum dia?

Resenha:


A Teoria de tudo é um livro infanto-juvenil que conta  a história de Sarah, uma adolescente que tenta lidar com a morte de sua melhor amiga, Jamie, mas que não está sendo muito bem sucedida. Está cada vez mais sarcástica e com sérios problemas de relacionamento. Seus pais, seus amigos, seu namorado... Ninguém sabe mais o que fazer e as coisas só complicam. Ela pode perder tudo, inclusive sua amada cachorrinha, então decide que vai tentar mudar. Numa tentativa de melhorar, Sarah conhece Roy, um cara misterioso que trabalha preparando árvores de natal e, depois, acaba trabalhando para ele. Vale ressaltar que Roy tem um gambá de estimação! Haha Pois é!

A autora tem uma escrita bem simples e divertida que facilita a leitura. Apenas achei um pouco exagerado o tanto de siglas que a história tem... Aliás, a história poderia ser mais bem trabalhada, mas acabou sendo um livro bobo. Uma adolescente imatura que não sabe lidar muito bem com seus sentimentos e se afasta de todos que a amam. Grande parte da história poderia ter sido resolvida com uma boa conversa, se a protagonista falasse como estava se sentindo. Eu já sou uma pessoa que tem quedas por personagens secundários, nesse livro não foi nada difícil preferir outros além da protagonista, mesmo a história sendo contada em primeira pessoa, do ponto de vista e com os pensamentos de Sarah.


Aliás, os personagens poderiam ser muito mais aproveitados, porém, a autora quis focar em Sarah e no seu problema com a morte de Jamie. Por exemplo, Jeremy, o irmão de Sarah. Parecia algumas vezes, para mim, que ele se sentia mal pela irmã ter perdido a amiga, mas que estava cansado dela agir daquele jeito, magoando todo mundo. Parecia ser daquele estilo durão que se importa, sabe?

Ou então Stenn, o namorado. Ele era bastante paciente, mas no final acabou parecendo um babaca e a autora não deu muita atenção a isso. Cheguei ao final do livro pensando “é só isso?”. Talvez uns dois capítulos a mais resolvessem, mas isso é coisa minha, pode ser que outra pessoa goste, não sei... Ainda teve Rosemary, uma nova amiga de Sarah, que apareceu como uma fada madrinha. Meio doida e sem noção, adorei ela! Poderia ter aparecido mais.

Ainda no quesito personagens, gostei bastante do Roy e do Emmett, o irmão gêmeo de Jamie. Eu tenho muito isso de ver mais em um personagem do que somente o que está escrito e Emmett me pareceu um garoto maduro e forte, mas que todos achavam ser um fracote. Ninguém contou para ele como sua irmã havia morrido, como se ele não pudesse aguentar... Já Roy, tem um mistério em seu passado que só lendo para saber e ainda é um cara bem legal "para um adulto". Esses dois são daqueles personagens que você tem vontade de abraçar a todo o momento.

Por fim, Sarah. Você pode notar sua mudança durante a história e o mais interessante foi ver essa mudança dentro da cabeça dela. Acho que isso foi o que mais gostei no livro.


Apesar de tudo, é um bom livro. Nem ótimo, nem péssimo. Bom. Uma leitura leve para um dia comum. Para quem gosta do estilo, claro. Ah, quase me esqueço! Um grande parabéns para a Editora Nossa Cultura, que fez um trabalho gráfico incrível no livro. Desde o começo dos capítulos até os detalhes nos números das páginas.

Classificação:
   ★ ★

E você? Já leu? O que achou? Deixe sua opinião nos comentários.

Que a força esteja a seu favor! Não se esqueça de clicar em SEGUIR aqui do lado e também de nos acompanhar nas nossas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Volte sempre! #desaparatei

2 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!