resenha

[Resenha] Assassin's Creed: Renascença - Oliver Bowden

outubro 11, 2014

Nome: Assassin's Creed - Renascença
Título Original: Assassin's Creed - Renaissance
Autor: Oliver Bowden
Gênero: Ficção histórica / Fantasia / Ação
Tradução: Ana Carolina Mesquita
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501091338
Ano: 2011
Páginas: 378
Classificação:  ★ ★ ★ 
Sinopse: Traído pelas famílias que governam as cidades-estado italianas, um jovem embarca em uma jornada épica em busca de vingança. Para erradicar a corrupção e restaurar a honra de sua família, ele irá aprender a Arte dos Assassinos. Ao longo do caminho, Ezio terá de contar com a sabedoria de grandes mentores, como Leonardo da Vinci e Nicolau Maquiavel, sabendo que sua sobrevivência depende inteiramente de sua perícia e habilidade. Assim começa uma épica história de poder, vingança e conspiração.

Resenha:

Assassin’s Creed: Renascença é a adaptação do segundo jogo da franquia. Sim, tem livro do jogo, incrível não? Para os fãs é uma ótima maneira de conhecer mais profundamente a história de Ezio Auditore. Para quem não conhecia (eu conheço gente que nunca viu Titanic, então tudo é possível) ou quem não gosta muito de jogos, pode ser uma ótima forma de entrar no mundo dos gamers sem realmente entrar.
Ezio é um jovem que vive em Florença na época do Renascimento. Vive se metendo em brigas e confusões. Até que um dia sua família é traída. A reviravolta o faz buscar vingança e respostas. Ezio faz parte de algo que nem imagina e tem um destino maior do que pensa. Irá contar com a ajuda de muitas pessoas, inclusive de pessoas que todo mundo deve conhecer, até mesmo  o maior alienado da Terra. Pessoas como Leonardo da Vinci e Nicolau Maquiavel.


O livro é bem detalhado e constante. O que quero dizer com isso? Bem, a descrição dos lugares e dos personagens é tão bem feita que sua imaginação não precisa de muito esforço para “ver” o lugar ou o personagem. E com “constante” quis dizer que o livro não demora muito para te prender e a história se desenrola tão naturalmente como se você mesmo estivesse vivendo na história. As lutas, as traições, o romance, o mistério, tudo te faz querer ler mais e mais. Ainda tem o fato do autor sempre acrescentar um novo elemento ou um novo personagem no momento certo. “Ah, mas é claro, o autor está seguindo a história do jogo.” Sim, mas o que quero dizer é que a história caminha de uma forma tão contínua que as novidades aparecem nas horas mais oportunas e apropriadas para o livro.
A parte ruim vem da quantidade de personagens que aparece no livro. São muitos, mas todos têm sua importância e a maioria é bem marcante. Mas isso nem é tão ruim, o pior é que se você não se concentrar em alguns momentos, pode acabar se perdendo pela quantidade de informações e você não quer isso. Nada que estrague o livro, que é muito bom.
O que mais gostei desse livro foram os termos em italiano. Tem um glossário no final do livro com as traduções. Sei que é chato ficar parando de ler pra ver o significado de tal palavra, mas isso me fez aprender um pouco de italiano, o que é ótimo, porque eu AMO a língua italiana.



Tenho uma curiosidade sobre este livro. Tenho um amigo que não gostava de ler, mas ele gostava de jogos. Falei desse livro para ele e emprestei para ele ler. Resultado: hoje em dia ele é um viciado em livros! Não contavam com minha astúcia! Bom, a dica que deixo é: se você quer fazer seu amigo gamer gostar de ler, dê/empreste para ele Assassin’s Creed: Renascença. Não sei se é garantia que ele vá virar um leitor depois disso, mas não custa tentar né? Se der certo, me conte, talvez eu crie uma teoria sobre isso. ;) 

Que a força esteja a seu favor! Não se esqueça de clicar em SEGUIR na coluna da direita do blog em "SEGUIDORES" e também de nos acompanhar nas nossas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Compartilhe e volte sempre! #desaparatei

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!