resenha

[Resenha] A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar - Esther Earl com Lori e Wayne Earl

junho 10, 2014


Nome: A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar
Título Original: This Star Won't Go Out
Autor: Esther Earl com Lori e Wayne Earl
Gênero: Biografia/ memória    
Tradutora: Regiane Winarski, Edmundo Barreiros e Lourdes Sette
Editora: Intrínseca
ISBN: 978-85-8057-466-1
Ano: 2014
Páginas: 437
Classificação:      

Sinopse:
A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar conta a história de Esther Grace Earl, diagnosticada com câncer da tireoide aos 12 anos. A obra é uma espécie de diário da jovem, com ilustrações, fotos de seu arquivo pessoal, textos publicados na internet, bate-papos com os inúmeros amigos que fez on-line e reproduções de cartas escritas em datas comemorativas como aniversários. A jovem perdeu a batalha contra a doença, mas deixou um legado de otimismo e celebração ao amor. Atualmente sua mãe, Lori Earl, preside a instituição sem fins lucrativos This Star Won´t Go Out (tswgo.org), que apoia pacientes e famílias que lutam contra o câncer.
Frase favorita: "Apenas seja feliz, e, se você não conseguir ficar feliz, faça coisas que o deixem feliz. Ou fique sem fazer nada com as pessoas que o fazem feliz." - Esther Earl
Resenha: 

Esse livro é a biografia da Esther Earl, adolescente que inspirou John Green a escrever "A Culpa É Das Estrelas". 
Porém, eu preferi A Estrela Que Nunca Vai Se Apagar. Por que? 

Em A Culpa É Das Estrelas, a personagem principal passa por vários problemas, porém ela encontra o grande amor  da sua vida, o "príncipe encantado". Mas a realidade é um pouco diferente disso, e nem sempre você encontrará o amor da sua vida (o caso da Esther).

Ela era fanática por Harry Potter (igual eu :P) 
e foi em uma convenção de Harry Potter 
que ela conheceu John Green.

A biografia é divida em partes, e cada pedaço do livro é feito por alguém. 
Contam com participações do pai (Lori Earl), da mãe (Wayne Earl), da médica de Esther, de amigos que ela conhecera virtualmente, irmãs e irmãos, membros de organizações que Esther frequentava, e até do John Green! 
Porém, a maior parte do livro são anotações do diário da própria Esther, e foi isso que me levou a dar 5 estrelas a esse livro. 

As anotações que ela fazia eram rápidas, descontraídas e divertidas, me fazendo rir em alguns momentos e ficar apreensivo por ela (mesmo já sabendo a história do livro que, infelizmente, é triste).



E o livro também conta com partes do blog que Esther tinha. As postagens eram com a linguagem da internet, como "vc", "tbm" "agr", entre outros, e eles não alteraram isso no livro, com a intenção de deixar bem realista. 
Durante a leitura eu tinha impressão de que estava falando pessoalmente com a Esther, porque o texto não foi feito com aquela preocupação toda de ser super formal e tudo mais, parecia que estava falando tranquilamente! 

Entre os depoimentos das pessoas e as anotações do diário de Esther, os acontecimentos as vezes eram acompanhados de imagens, fazendo você ter uma ideia da situação, ou cena. 


Esther era uma pessoa incrível, com ótimas ideias e pensamentos, e isso é algo que podemos absorver da leitura, seus ensinamentos e palavras, suas ideias e, principalmente, seu amor. 

Enfim, você que gostou de A Culpa É Das Estrelas, leia a verdadeira história, porque também irá gostar.


Que a força esteja a seu favor! Não se esqueça de clicar em SEGUIR na coluna da direita do blog em "SEGUIDORES" e também de nos acompanhar nas nossas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Compartilhe e volte sempre! #desaparatei

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!