resenha

Resenha dupla: Julieta/Romeu Imortal

fevereiro 23, 2014

Atenção: Esta resenha pode conter spoilers.



Sinopse Julieta Imortal: Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz. Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano. Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará de tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela. 


Sinopse Romeu Imortal: Amaldiçoado a viver por toda a eternidade em seu espectro, Romeu, conhecido por seus modos rudes e assassinos, recebe uma chance de se redimir viajando de volta no tempo para salvar a vida de Ariel Dragland. Sem saber, Ariel é importante para os dois lados, os Mercenários e os Embaixadores, e tem o destino do mundo nas mãos. Romeu deve ganhar seu coração e fazê-la acreditar no amor, levando-a contra seu potencial obscuro antes de ser descoberto pelos Mercenários. Enquanto sua sedução se inicia como outra mentira, logo ela se torna sua única verdade. Romeu jura proteger Ariel de todo o mal, e fazer qualquer coisa que for preciso para ganhar seu coração e sua alma. Mas quando Ariel se decepciona com ele, ela fica vulnerável à manipulação dos Mercenários, e sua escuridão interna poderá separá-los para sempre.


Resenha:


Sabe aquele sentimento de dúvida, que você quer ler, mas tem medo de se decepcionar? Foi assim comigo e os livros de Stacey Jay - Julieta Imortal e Romeu Imortal. Primeiramente, temos que concordar que para escrever uma história baseada em uma das obras de William Shakespeare não é fácil, ainda mais se for para dizer que a maior história de amor de todos os tempos é uma farsa. Quero adiantar que sou uma amante de Shakespeare e amo a história original de Romeu e Julieta, mas apesar da quebra de romance trágico tradicional de William Shakespeare, Stacey Jay consegue criar uma nova história incrível, com ainda mais tragédia. Sugiro que se você ama demais Romeu e Julieta e não estiver em um estado emocional para saber a “verdade” sobre o casal, não leia esses livros.

Romeu e Julieta são jovens de famílias inimigas, que se apaixonam de forma arrebatadora e fazem de tudo para ficar juntos, mas quando um mal entendido acontece, os dois acabam mortos. Essa é a história, certo? Errado. Romeu assassinou Julieta em troca da imortalidade, induzido por um Mercenário do Apocalipse, mas Julieta foi resgatada pela Enfermeira (uma Embaixadora da Luz), que a transformou em uma deles. E assim foi durante sete séculos: Julieta tentando salvar almas gêmeas e Romeu tentando destruí-las. Após 700 anos, eles se reencontram, Julieta no corpo de Ariel, uma menina com cicatrizes internas e externas, problemas com a mãe e com poucos amigos, na verdade, só uma amiga – Gema. Romeu no corpo de Dylan, um garoto bonito, um perfeito badboy que faz uma aposta para ficar com a estranha do colégio – Ariel. Quando eles saem Ariel tenta matar os dois num acidente de carro. Ela sobrevive, Dylan morre. Nessa hora, Julieta pega o corpo de Ariel emprestado, assim como Romeu entra no corpo, já morto, de Dylan. Fugindo de Romeu, Julieta conhece Ben, por quem se apaixona. Em pontos de vistas intercalados de Ariel/Julieta e Dylan/Romeu, o livro desenrola a história com uma indecisão de Julieta muito cansativa, ás vezes. Romeu, apesar de ser o vilão, salva o primeiro livro. Quando ele percebe que estão completamente sozinhos após séculos, sem Embaixadores ou Mercenários, ele tenta convencer Julieta de fazer uma mágica para fugirem da além-vida que levam.

Julieta Imortal é uma história que segura você até o final porque te faz querer saber o que acontece a cada personagem, entender algumas coisas que só são reveladas no final do livro e porque, é uma leitura gostosa, apesar de Julieta ser muitas vezes teimosa e “donzela” demais, não supera de jeito nenhum o que aconteceu com ela e Romeu no passado e é muito indecisa até praticamente o final. Mas nem se compara a Romeu Imortal, achei o livro bem melhor que o primeiro, até porque preferi Romeu desde quase o início, mesmo ele sendo o vilão.

No segundo livro, quando Romeu está sozinho com os restos de seu espectro, a Enfermeira de Julieta aparece para lhe dar uma segunda chance. Ele voltará no tempo, voltará a ser Dylan, voltará a se encontrar com Ariel, a verdadeira Ariel. Sua missão é fazê-la se apaixonar por ele, fazer com que ela conheça o amor. O futuro da humanidade depende disso, sem exageros. No desenrolar da história, porém, Romeu faz mais do que sua missão, ele também se apaixona. Será que ele encontrará a redenção através de uma segunda chance com o amor? Como sugere a capa do livro: Nunca é tarde para encontrar redenção através do verdadeiro amor.

Finais surpreendentes! Até o fim, eu não fazia ideia do que iria acontecer, imaginei várias possibilidades e nenhuma delas foi o que aconteceu. Gosto de surpresas boas, Stacey Jay me proporcionou isso. Algo que li e achei interessantíssimo foi o fato de a história escrita por Shakespeare ter sido influenciada por Romeu, alterada no final para que a história “verdadeira” nunca fosse conhecida.

Para finalizar, minha frase preferida de cada livro.


Julieta Imortal:

“Eles não sabem muito sobre o amor como julgam saber. O amor não quer que as pessoas continuem ignorantes e assustadas. Não coloca a obediência acima de tudo. O amor não julga e acredita que algumas vidas, ou histórias de amor, sejam mais valiosas do que outras. O amor não usa as pessoas e as joga fora. Ele é infinito e nos torna pessoas mais fortes, mesmo quando a pessoa que amamos já se foi.”

Romeu Imortal:

"Quando ela me beija, sinto a verdade, a beleza de todas as coisas boas as quais tinha certeza de que não estavam ao meu alcance. Mas estão quando estou com ela. Com ela, sou melhor. Ainda não sou bom, mas estou longe de ser mau. Enlaço os meus braços na sua cintura e a trago para perto de mim. Pela primeira vez, me pergunto se talvez… Se tivesse tempo e alcance… Talvez eu pudesse realmente ser digno do amor dela."

Que a força esteja a seu favor! Não se esqueça de clicar em SEGUIR na coluna da direita do blog em "SEGUIDORES" e também de nos acompanhar nas nossas redes sociais:
Facebook | Instagram | Twitter | Youtube
Obrigada por tudo! Compartilhe e volte sempre! #desaparatei

0 comentários

ASSISTA AOS VÍDEOS DO NOSSO CANAL E SE INSCREVA!